Pages

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Simples quereres ...


Quero rir pela manhã, vestida de azul e de cabelo soltos
Segurar sua mão durante a tarde e olhar o pôr-do-sol
E agarrar seu pescoço, apertando sua nuca durante o beijo.

Quero renovar meus votos, sonhos e prazeres
Resplandecer na manhã depois do advento
Sorrir pela folha que balança com o simples vento

Quero um amor mais vivo que a própria vida
Que uma esperança pouse em meu peito
E que pingos de chuva caiam durante minha dança molhando minha alegria

Quero sentar na praça abraçando sua cintura
Subir em seu amor sem medo de cair no desespero
Sem esperar que acabe pra me tornar humana.

Quero realizar a minha festa na varanda da ilusão
Levantar a poeira do meu coração
E abrir as portas para os seus olhos devoradores

Doar-me inteira para a posse que me abstém
Cochichar meus desejos ao pé de seu ouvido
Ser só sua e de mais ninguém.








 Laryssa Ferreira’

8 comentários:

  1. Amei essa frase! "Subir em seu amor sem medo de cair no desespero".

    "E abrir as portas para os seus olhos devoradores
    Doar-me inteira para a posse que me abstém
    Cochichar meus desejos ao pé de seu ouvido"

    Huau! Arrasou, Laryssa. Linda poesia!

    ResponderExcluir
  2. Que belissimo poema...cheio de intensidade e de doces desejos =)

    Amei, minha flor.
    Parabéns!

    Lindo tb é o seu espaço...estou te seguindo.
    Me visita e me segue tb? Ficarei mto feliz.

    Te espero lá ;)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Linda, que perfeito o seu poema.
    é intenso, vivo. Dá pra sentir as palavras.
    Obrigada por me seguir, também estou te seguindo.
    Adorei o blog.
    Estarei sempre comentando.
    Visita sempre o meu ok ?

    Um beijo.


    http://blackbluedot.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, minha flor!
    Obrigada por ter retribuido a minha visita.

    Tem post novo lá no blog, te espero ;)

    Ah, pode deixar que vou agora mesmo no blog do seu amigo tb.

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. adi=orei o texto, super legal, mas ele é totalmente hipotético parece até uma histório de princesa rss'.
    Como vc achou me blog?
    gostei do jeito que vc escreve. vou ler sempre que possivel.

    ResponderExcluir
  6. Flor, adorei o poema, muito mesmo ! *-*
    obrigada por seguir o Distracting Pages, és muito bem vinda!
    :)
    Parabéns pelo blog, to seguindo também :)
    sucessos.
    beeijinho

    ResponderExcluir
  7. Ralf, nem tão hipotético assim.. ele pode ser muito mais real do que você imagina.. vai do seu ponto de vista :P

    Obrigada por seguir ")

    ResponderExcluir

Simples quereres ...


Quero rir pela manhã, vestida de azul e de cabelo soltos
Segurar sua mão durante a tarde e olhar o pôr-do-sol
E agarrar seu pescoço, apertando sua nuca durante o beijo.

Quero renovar meus votos, sonhos e prazeres
Resplandecer na manhã depois do advento
Sorrir pela folha que balança com o simples vento

Quero um amor mais vivo que a própria vida
Que uma esperança pouse em meu peito
E que pingos de chuva caiam durante minha dança molhando minha alegria

Quero sentar na praça abraçando sua cintura
Subir em seu amor sem medo de cair no desespero
Sem esperar que acabe pra me tornar humana.

Quero realizar a minha festa na varanda da ilusão
Levantar a poeira do meu coração
E abrir as portas para os seus olhos devoradores

Doar-me inteira para a posse que me abstém
Cochichar meus desejos ao pé de seu ouvido
Ser só sua e de mais ninguém.








 Laryssa Ferreira’

8 comentários:

Lanna Tavares disse...

Amei essa frase! "Subir em seu amor sem medo de cair no desespero".

"E abrir as portas para os seus olhos devoradores
Doar-me inteira para a posse que me abstém
Cochichar meus desejos ao pé de seu ouvido"

Huau! Arrasou, Laryssa. Linda poesia!

Nicelle Almeida disse...

Que belissimo poema...cheio de intensidade e de doces desejos =)

Amei, minha flor.
Parabéns!

Lindo tb é o seu espaço...estou te seguindo.
Me visita e me segue tb? Ficarei mto feliz.

Te espero lá ;)

www.nicellealmeida.blogspot.com

Thaamy disse...

Oi Linda, que perfeito o seu poema.
é intenso, vivo. Dá pra sentir as palavras.
Obrigada por me seguir, também estou te seguindo.
Adorei o blog.
Estarei sempre comentando.
Visita sempre o meu ok ?

Um beijo.


http://blackbluedot.blogspot.com/

Nicelle Almeida disse...

Oi, minha flor!
Obrigada por ter retribuido a minha visita.

Tem post novo lá no blog, te espero ;)

Ah, pode deixar que vou agora mesmo no blog do seu amigo tb.

www.nicellealmeida.blogspot.com

Ralf Salvatore disse...

adi=orei o texto, super legal, mas ele é totalmente hipotético parece até uma histório de princesa rss'.
Como vc achou me blog?
gostei do jeito que vc escreve. vou ler sempre que possivel.

Wanda disse...

Flor, adorei o poema, muito mesmo ! *-*
obrigada por seguir o Distracting Pages, és muito bem vinda!
:)
Parabéns pelo blog, to seguindo também :)
sucessos.
beeijinho

Laryssa Ferreira disse...

Ralf, nem tão hipotético assim.. ele pode ser muito mais real do que você imagina.. vai do seu ponto de vista :P

Obrigada por seguir ")

Júlia disse...

Ja estou seguindo!

Postar um comentário